Nome
*
E-mail

*
Mensagem




29.06.04 // I´m... Invincible

Mark é mais um adolescente americano cursando a high school. Dessa vez nosso herói é até bem integrado, tem amigos, uma vida social e não tira as melhores notas do mundo.Ele não é espinhento, não tem problemas com as garotas e nem é espancado regularmente pelos bullies da escola. Não, ele também nunca inventou nenhum composto químico super adesivo ou esteve exposto a insetos radioativos.

Certo dia, na saída de seu emprego de McEscravo, o rapazote percebe algo de estranho quando vai jogar o lixo fora e a sacola aterrisa a alguns quilômetros de distância. Para tirar a prova, vai até uma janela no segundo andar da casa de subúrbio aonde mora com seus pais e se joga lá de cima. Ao invés de cair, ele flutua no ar. - Uhu! Até que enfim! - No jantar, ele dá a notícia a seus pais, que os dão os parabéns enquanto pedem pra ele passar as batatas. Por favor.

Ok, emiti um dado importante. Mark o primogênito de OmniMan, o super herói mais poderoso da terra. OminiMan é um alienígena naturalizado americano, voador, invulnerável e com uma força quase ilimitada. Ele faz parte de uma super equipe subsidiada pelo governo americano que defende o planeta contra ameaças variadas. Mas não precisa se sinta esperto por ter percebido as referências, elas são um tanto quanto óbvias e não são nem de longe o ponto principal dessa história. São mais uma convenção, para nos mostrar que nosso herói vive em um mundo aonde os super heróis são comuns e funcionam da mesma maneira que conhecemos de cor e salteado e dispensa maiores explicações.

Todos sabemos que um dia Mark vai se tornar tão poderoso quanto o pai e eventualmente terá que tomar o seu lugar, mas quais serão as decisões que ele irá ter que tomar no percurso? Como ele vai escolher seu codinome e uniforme? O que fazer quando descobre que a menina que mais lhe interessa na escola também luta contra o crime com direito a um namorado superpoderoso? Será que existe alguma coisa por trás da esquisitice de seu professor de matemática?

Enquanto começa seus primeiros atos heróicos em cenas de ação da melhor qualidade (cortesia do desenhista Corey Walker) nosso herói também tem que lidar com suas tarefas escolares e domésticas e esse contraste é uma das melhores coisas da série. Não é incomum ver sua mãe lhe dando uma chamada porque ele se atrasou para o jantar ou esqueceu de levar o lixo para fora. O cotidiano não super humano de Mark é mostrado como uma sitcom, definida em alguns ambientes fixos e situações recorrentes, como o jantar de todas as noites, a sala de estar onde sua mãe geralmente acompanha o dia de trabalho de seu marido pelos noticiários ou o quarto aonde os dois dormem juntos quando o patriarca não está envolvido em alguma missão de salvamento.

Kirman tem pouca idade até mesmo para um mercado de talentos tão jovens quanto o dos quadrinhos americanos e talvez essa falta de idade o ajude muito na criação de Invincible e de seu mundo, os dois tão conhecidos e originais ao mesmo tempo. E é difícil ver um autor tão despretensioso e genuinamente apaixonado por seus personagens. O desenhista da série, Corey Walker, não é menos impressionante. Dono de um traço limpo e dinâmico, sua influência na hq foi tão grande, que o ilustrador que o substituiu nas últimas edições teve que seguir o mesmo estilo para não descaracterizar o personagem. Invincible, que é uma criação dos dois, é tão dependente de seu estilo gráfico quanto de seu roteiro brilhante. Isso provavelmente é furto da colaboração da dupla em Superpatriot, outro título lançado pela image a alguns anos. Dessa vez eles retomaram a parceira com uma simbiose perfeita.

Aqui no Brasil, para se ter acesso ao trabalho dos dois você precisa saber inglês e encomendar as edições em algum representante da devir ou comprar os paperbacks via internet. Ou ainda, baixar as mesmas em programas como o DC++. Mas se fizer isso e tiver condições de comprar as edições impressas depois, por favor, não de mole não playboy.

04:01 PM | mais Hqs | Comente. (29)


27.06.04 // tipow

— tipow imagie o mundo expandindo mais e mais e o olho humano nao conssegue inxergar pois o proprio universso os tampa..

MISTO ELEAZAR É REI

03:35 PM | Comente. (27)


25.06.04 // Quem...

...se importa?

01:07 PM | Comente. (33)


24.06.04 // Comunicado Importante

Ouçam o CD novo do Beastie Boys.

Grato pela sua atenção.

04:27 PM | mais Música | Comente. (37)


22.06.04 // E nós marchamos.

Agora o menino desembestou. Antes mesmo do Lançamento do Sin City do Robert Rodrigues, outro projeto de adaptação de uma HQ dos Frank Miller já recebeu o sinal verde e está em produção. Os 300 de esparta vão virar filme, dirigido pelo Zack Snyder que fez o remake do Dawn of the Dead do Romero. Que eu aliás não vi, mas fontes confiáveis me relataram que é muito bom.

Quem sabe o 300 tira o gosto ruim do Trolha? Opa. Esse trocadilho pegou meio mal, né não?

06:55 PM | mais Cinema | Comente. (53)


14.06.04 // Quem tem medo do homem morcego?

Se o filme vai ser bom eu não sei, mas os stills estão crasse.

12:22 PM | mais Cinema | Comente. (34)


// Miramax or Die

- Depois de Cidade de Deus, os americanos precisam ter contato com uma visão mais otimista do Brasil, mais condizente com o que se conhece da cultura brasileira por aqui.

Ou seja, façam um filme falado em espanhol que se passe no carnaval e aonde a capital do país seja Buenos Aires. Se todo o povo usar um sombrero e tocar maracas fica ainda mais fácil.

11:48 AM | mais Cinema | Comente. (24)


// Mini Arósio

Quem tem medo do mini me da Ana Paula Arósio, apresentado no novo comercial da embratel levanta a mão.

11:36 AM | mais O Mundo de Bizarro | Comente. (34)


04.06.04 // Sêmem de boi e Livros, uma questão de prioridades.

Se você costuma comprar sêmem de boi importado, embriões ou frutas de outros países pode continuar tranquilo. Mas se prefere livros sem similiar nacional, melhor ler essa matéria da Chinchila.

É aquilo né. Por mais lugar comum que isso possa parecer, as atitudes do Lulalá dão a entender que ele defeca baldes para as questões acadêmicas, do ensino superior ou a cultura sem contrapartida social imediata. Os adversários agora podem encher a boca e dizer que um torneiro mecânico não dá a mínima pro desenvolvimento intelectual mesmo. ´A vida é a melhor universidade!´ ele deve dizer. Ou qualquer outra frase feita do tipo.

Também tem o lance da implicância do Lulalá com o Rio de Janeiro por motivos políticos e geográficos, mas disso eu reclamo em outro post.

11:46 AM | mais Notícias | Comente. (63)


// Tudo tem um limite.

John Kerry no Orkut. Esperamos ansiosamente pela inscrição do Bush e do Bin Laden.

11:04 AM | mais O Mundo de Bizarro | Comente. (25)


02.06.04 // Salve-se quem puder.

Deu no ogrobo.

Perto de completar 50 anos, com uma revista erótica nas bancas, escrevendo uma biografia e preparando-se para se aposentar dos palcos, Rita Cadillac resolveu ousar ainda mais e gravou um filme pornográfico.

Agora que a coisa se oficializou como pé de meia pra ´artista´ decadente, se preparem para a horda de infelizes que vão seguir o exemplo. Gretchen? Mauricio Mattar? Eu quero morrer.

07:21 PM | mais O Mundo de Bizarro | Comente. (28)


// VANpire Hunter

Eu adoro referências, mas fico mais feliz quando as pessoas são mais sinceras sobre suas fontes, que nem o Tarantela.

O primeiro é o Vampire Hunter D (1985), o segundo o Van Helsing (2004). A versão japonesa é mais avantajada no quesito de proteção craniana.

07:12 PM | mais Cinema | Comente. (32)